BIÓPSIA DE VULVA

Saiba mais informações sobre a Biópsia de Vulva

O QUE É O EXAME DE BIÓPSIA DE VULVA?

A biópsia de vulva é realizada a pedido do médico ginecologista na presença de lesão suspeitas, sejam elas fissuras crônicas, pápulas, verrugas, úlceras, áreas brancas, vermelhas ou pigmentadas, sejam estas lesões sintomáticas ou não. Em geral o médico irá solicitar uma vulvoscopia para que a vulva seja analisada e escolhida a melhor lesão para o diagnóstico.

É um procedimento rotineiro, pode ser realizada em ambiente ambulatorial. A paciente é colocada em posição ginecológica, é realizada a vulvoscopia para a escolha da área e é aplicada anestesia local na área a ser biopsiada. É então retirada uma parte da lesão ou toda ela com bisturi elétrico. Em geral não é necessário dar pontos.

Após realização do procedimento, o material retirado irá para exame anátomo patológico.

A paciente não deve estar menstruada e não é necessária depilação prévia da área, basta aparar os pelos pubianos.

Recomenda-se trazer um absorvente para utilizar após a biópsia de vulva pois pode haver pequeno sangramento.

Não é necessário jejum ou qualquer outro preparo, só não deve estar menstruada e nem ter utilizado pomadas na vulva até 48h antes do exame.

Gestantes podem realizar este exame com tranquilidade.

Nos dias que se seguem a biópsia de vulva pode haver desconforto na área, por isto é recomendado higienizar bem a área duas vezes ao dia, com água e sabonete neutro, não manter relações sexuais por 15 dias e não realizar exercícios físicos.

Em geral em quatro a cinco dias a ferida cirúrgica estará cicatrizada.