Postado em 22 de dezembro de 2021

-> Ácido acético a 3% - o ácido acético nada mais é do que vinagre, tem como função coagular e precipitar proteínas, e com isto deixar o epitélio mais branco.
-> Lugol- solução de iodo a 2%, vai corar áreas com muito glicogênio de marrom escuro.

O epitélio escamoso que reveste o colo do útero tem várias camadas celulares. Na sua superfície as células são maiores com o núcleo picnótico( bem pequeno), portanto com muito glicogênio intracelular e pouca proteína. O lugol vai corar este epitélio fortemente e o ácido acético não fará grande diferença na coloração original.

Já o epitélio apresentando alterações displásicas, que apresenta um aumento da relação do núcleo citoplasma reage ao ácido acético, ficando esbranquiçado. Mas nem todo o acetobranqueamento é anormal. O epitélio imaturo da metaplasia, as reações inflamatórias cervicais tem alterações da relação núcleo citoplasma e o ácido acético deixa o epitélio levemente esbranquiçado.

Um colposcopista experiente saberá ficar atento a espessura, claridade, regularidade, velocidade de impregnação do ácido acético e aos tons e nuances do amarelo, alaranjado e marrom, homogeneidade e contornos do teste com lugol, fazendo assim seu diagnóstico colposcópico.